Bem vindo à página de vagas da FDC 

A FDC ANUNCIA MAIS 12 VAGAS DE EMPREGO PARA VÁRIAS POSIÇÕES

 

Mais 12 vagas disponíveis

Mais 12 vagas disponíveis

No âmbito do financiamento do Fundo Global para HIV, Tuberculose e Malária em Moçambique, a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade (FDC) vai implementar, em todas as províncias do país e por via dos seus parceiros de implementação, actividades de prevenção de HIV e TB viradas para raparigas e populações chaves na comunidade.
 
Entretanto, para a garantia da qualidade de implementação dessas actividades, por via dos seus parceiros, a FDC anuncia a disponibilização de 11 vagas de nível central (Maputo), regional e provincial:
 
 
Nota B: Esta última vaga, de Oficial de Programas Provincial – Baseado em Manica, é no âmbito do Programa de Aceleração e Fortalecimento do Controlo da Malária em Moçambique, uma Parceria Efectiva entre o Governo e a Sociedade Civil”, com o financiamento do Fundo Global. 

 

  1. Francisco Hojuane says:

    Boa tarde caros,

    Dizer que fico satisfeito por saber que o FDC junto com a Visão Mundial tem estado a trabalhar no sentido de mitigar/prevenir a proliferação do mosquito causador da Malária e tem desenvolvido programas em zonas onde se verifica números elevados desta mesma doença no Pais. Como cidadão já acompanhei vários programas de distribuição de redes mosquiteiras pelos bairros donde verifiquei que os responsáveis dos quarteirões fazem a recolha de número de membros de cada residência para poderem receber as redes mais o que se verifica e que as mesmas não acabam chegando ao destino.
    Minha opinião e que se intensifique o controlo desta distribuição, não precisa primeiro contrair a malária para poder receber a rede no hospital, devia-se criar mecanismo de após a distribuição enviar-se uma equipa para poder fazer acompanhamento, se possível porta a porta para garantir em primeiro que as redes chegaram aos destinos e assegurar que estão a ser devidamente usadas.

    Muito obrigado pelo espaço, espero ter contribuído.

    Melhores cumprimentos

    1. Laque Francisco says:

      Muito obrigado pelo seu contributo e pelo seu interesse na luta contra a malária… De facto não é possível controlar as atitudes e comportamento de todo o cidadão. O princípio de cobertura universal pressupõe uma rede para cada duas pessoas e todos os agregados deverão se beneficiar deste importante método de prevenção independentemente da sua cor, raça, religião ou filiação partidária. A rede é atribuída num ponto de distribuição mediante uma troca com um cupão que o agregado recebe no acto de registo dos agregados familiares. E existem supervisores em todas as fases do processo bem como monitores independentes com o objetivo de velar pela qualidade do processo e evitar que aconteçam situações iguais as do líder que não fez chegar as redes ao destinatário último, embora a estratégia pressupõe que cada um vá levar a sua rede no local indicado na senha.

Deixe a sua opinião

Required fields are marked *